Administração de Empresas

Mestrado Profissional tem parceria de bolsa diversidade com Grupo Mulheres do Brasil

Uma iniciativa do Mestrado Profissional em Administração, curso pioneiro no Brasil, firma parceria com o Grupo Mulheres do Brasil, iniciativa da empresária Luiza Helena Trajano, para selecionar alunas contempladas com bolsas de até 80% no curso. Segundo o coordenador do curso, Paul Ferreira, “aumentar a diversidade e a inclusão é um ingrediente-chave de sociedades prósperas. Promover a diversidade não é apenas uma questão moral, mas também de efetividade para nossas instituições. Nosso programa tem um papel forte para este propósito, dando mais oportunidades e trazendo novas e diferentes perspectivas para discussões mais produtivas e diversas”, comenta. Acreditando na potência da diversidade, o programa buscou o Grupo Mulheres do Brasil para indicar mulheres para participar do processo seletivo do mestrado.

Grupo Mulheres do Brasil

Sobre a parceria, a presidente do GMB, a empresária Luiza Helena Trajano, relata a satisfação da parceria e da selecionada ser uma mulher negra do Comitê de Igualdade Racial.

“Reconhecemos a importância de ter mulheres ocupando cargos de liderança e participando de conselhos de empresas. Compreendemos, igualmente, que o mercado de trabalho valoriza cada vez mais a qualificação profissional. Ao promover a diversidade de raça e gênero, estamos contribuindo para o programa e para o mercado de trabalho, evidenciando nossa prontidão para ocupar todos os espaços. Esta bem-sucedida parceria é apenas o início, e ansiamos por muitas outras no futuro. Acreditamos que a união de esforços faz toda a diferença”, afirma Luiza Trajano.

Com mais de 120 mil mulheres unidas em prol de igualdade de oportunidades entre gêneros e raças, o GMB foi criado em 2013 por um grupo de mulheres de diversos segmentos com o intuito de engajar a sociedade civil na conquista de melhorias para o país. A partir dos programas de mentoria entre mulheres que Thais Santos foi indicada para participar do processo seletivo do mestrado e foi selecionada.

Alexandra Segantin, CEO do Grupo Mulheres do Brasil, também mostra imensa alegria com a parceria que mostra o reconhecimento de que o GMB possui mulheres potentes. “O objetivo principal do grupo é a transformação do Brasil através do protagonismo feminino, como também fortalecer mulheres para que assumam seu papel de protagonistas. Feliz com a parceria, feliz com o resultado. Que esta parceria se estreite e que possamos contemplar mais mulheres”, completa Alexandra.

Sobre Thais Soares dos Santos

Thais Santos é administradora e começou no estágio da Unilever, onde ficou por 9 anos e saiu como coordenadora financeira, traçando carreira na área. Trabalhou na Avon, Grupo Boticário, Riachuelo e na L'Oréal e decidiu se aprofundar para entender a importância da marca e seu valor qualitativo de mercado. Assim, migrou para o marketing e ficou responsável pela categoria de rosto, cuidando de produtos faciais.

Logo que chegou, fez um estudo apurado de mercado e percebeu a falta de variedade de produtos para a pele negra e começou a chamar a atenção para isso, solicitando o aumento da régua de cores de bases, transformando esse mercado.  “O racismo criou uma lacuna ao ponto de não ter estudo científico sobre a pele negra e nós, como indústria, temos o poder de promover estudos sobre a pele negra”, confirma Thais. Por fim, ela trabalha hoje na Ambev como Diretora de Marketing, na marca Beats.

A vontade de fazer um mestrado já era grande, mas a carga horária dos programas de mestrado acadêmico sempre barrava Thais. O Mestrado Profissional da FGV se tornou uma excelente alternativa por estar encaixado no cotidiano do profissional de mercado. Thais complementa que “sempre soube que a educação era o que ia mudar a minha condição de vida. O Brasil é uma nação muito diversa, composta por muitas camadas sociais, geográficas, etc. Poder representar um pouco da parcela das maiorias minoritárias dentro do espaço da FGV que, para mim, é uma das melhores universidades do país, tem uma simbologia muito grande do processo de transformação que a gente está construindo enquanto nação”, comenta Thais.

Outras parcerias

Além disso, o professor Paul Ferreira destaca a necessidade de uma abordagem abrangente para transformar o cenário atual, enfatizando a importância de parcerias múltiplas e colaborativas. Para fortalecer ainda mais essas colaborações, ele buscou ativamente outras fontes. Nesse contexto, recebeu uma indicação da CEO da Nossa Praia, Dilma Campos, que resultou na seleção de Patrícia Garrido. Patrícia agora também integra a turma do MPA, contribuindo para a diversidade e riqueza do programa.

Patrícia é formada em marketing e tem carreira na área de tecnologia, passando por empresas como Unilever, Whirlpool Eletrodomésticos e migrou para inovação, indo para Microsoft, Facebook (atual Meta), Discovery Inc e Nubank. Hoje é consultora, trabalhando na área de governança e responsabilidade social. Patrícia também conta que sempre participou de comitês de diversidade racial, inclusive criando-os onde não havia esse espaço na empresa. “Foi maravilhoso ter a oportunidade de fazer um mestrado nesse momento em que estou em transição de carreira, porque é chave pro que eu pretendo construir”, afirma Patrícia.

Sobre a parceria, Dilma Campos comenta que “conceder bolsas de estudo para negras e negros na pós-graduação é uma iniciativa que representa um marco importante para a sociedade, e que coloca essa importante instituição de ensino na esteira da regeneração do pensamento educacional. Além disso, esta é uma ação que irá trazer maior multiplicidade de olhares e vivências no ambiente acadêmico, enriquecendo as discussões, gerando novas ideias e tornando o ambiente mais inclusivo, diverso e inovador”.

A parceria pretende se manter por mais anos, os interessados em prestar a bolsa devem procurar as entidades parceiras ou a coordenação do MPA.

Saiba mais sobre o programa no link.

 

 

Cadastre-se para receber nossa newsletter